Dias. Uns curtos, sorridentes e solarengos. Uns tristes, longos e cinzentos. Há dias em que voamos. Dias em que nos sentamos a pensar. E há dias em que o trabalho nos ocupa a cabeça durante cada hora que os compõem. Nesses dias, quando páro, sento-me e escrevo. Hoje é um desses dias. Casa-Escola-Trabalho-Escola...

 

Parei (e páro) para pensar na vida e nas pessoas. Cheguei a uma conclusão engraçada. No dia em que eu ecrever o livro da minha vida, algumas pessoas darão nomes a captitulos da obra, outras apenas aparecerão por entre as linhas. Isto quererá dizer alguma coisa? É capaz.

 

E passam. Pessoas giras e pessoas feias. Pessoas parvas. Pessoas perdidas. Pessoas gordas e magras. Pessoas tristes. Pessoas conhecidas e desconhecidas. Passam só. E eu a vê-las passar aqui sentado onde parei para pensar e escrever...

 

Faltam 8 horas para acabar este dia. Um dia que não é mau.

 

Abraços

 

estou:
música: Melee - Built to Last
tags:
extremamente bem escrito por Fábio às 16:00