Bom, nestes tempos de crise, gostava de dar um conselho a todos. Façam com Portugal o mesmo que eu faço com as pessoas quando me desiludem uma vez: esperem o pior delas. Assim quando as pessoas ou o país fizerem uma coisa que vocês desaprovam ou que vos desiludiria, já não ficam tão melindrados. É só pensarem sempre no pior cenário. E isto não é ser pessimista. É ser... precavido. Portanto eu já comprei um barco, não vá o país desaparecer.

 

Até já!

 

estou: coiso
extremamente bem escrito por Fábio às 14:43