Há quem lhe chame destino. O "nosso destino" ou melhor, o destino de cada um de nós. É engraçado olharmos para trás e vermos como aqui chegámos. O nosso percurso. As escolhas que fazemos põeem-nos, realmente, onde estamos hoje. É do caneco isto. Não me imaginava a fazer outra coisa que não fosse isto: fazer cultura, mostrar teatro, levar arte às pessoas e fazer com estas possam tirar emoções e ilações do que viram. É isto que eu faço. E gosto. Gosto muito.

 

Obrigado aos que me puseram onde estou hoje!

 

Obrigado!

estou: bem
música: The Killers - Mr. Brightside
tags:
extremamente bem escrito por Fábio às 19:29