Para começar isto:

Noiserv - The Sad Story of a Little Town - Sintra Misty 2010

 

 

Confirmei hoje uma coisa: somos todos um grande bocado de coisa nenhuma!

 

Senão vejam: um senhor, 46 anos, 2 filhos, mulher, um negócio local, uma quinta em Viseu, estava cá em Sintra há dois anos. Ia no carro. Pára num Stop. Um camião que seguia atrás, devagar, deu-lhe um pequeno toque na traseira. A rua era estreia. O senhor saiu do carro para falar um bocado com a pessoa que guiava o camião. Discutiram. Nada se resolveu. Decidiu ir-se embora chateado. Abriu a porta do carro, a pessoa que conduzia o camião arrancou ao mesmo tempo, ultrapassou-o, achando que a estrada era maior. Não era. Levou-lhe a porta e a vida.

 

Assim se deixa tudo.

 

Meus amigos eu pergunto: para quê saídas de emergência, extintores, cintos de sugurança, policia... para quê? Se a qualuqer momento damos o badagaio? Claro que isto é tudo uma forma de falar e não tenho razão no que estou a dizer... blá blá blá... mas é o que me apetece dizer quando de um momento para o outro, perdemos o jogo porque alguém fez batota.

 

Portanto: para quê estarmos tristes e bater com a cabeça nas paredes? A vida é esta. O jogo é este. As regras já as conhecemos bem. Aproveitemos, então. Sejamos felizes e...

 

...esperemos que ninguém faça batota.

estou: a pensar
música: Noiserv - The sad story of a little Town
extremamente bem escrito por Fábio às 23:20