Podia começar aqui a fazer piadas como "Carlos, Castro?" "Sim" ou dizer se o Pacheco Pereira não quer ir dar uma voltinha a Nova Iorque com um jovem de vinte aninhos... podia, mas depois não podia dizer esta piada que se revela ainda mais espectacular: "Uma centena de pessoas participam em homenagem a Renato Seabra" ah ah ah! Não é de partir o côco? É sim senhor. E as perninhas também. Oh minha gente, vamos lá ver uma coisa: então o rapaz tratou o uma pessoa como se fosse uma garrafa de vinho por abrir e 100 pessoas que não tinham mais nada para fazer, formaram um cordão quie "chegou até aos bombeiros de Catanhede". Muito bem. Se eu fosse bombeiro em Cantanhede, pegava na mangueira e vai de água para cima daqueles bagres todos.

 

A cerca deste assunto ouvi no outro dia na televisão um senhor dizer "Bom ele é considerado suspeito. Mesmo após ter confessado o crime não quer dizer que o tenha cometido. Por exemplo quando o John Lennon morreu houve 200 pessoas a confessarem o crime". E eu pensei, espero que não tenham saído os 200 do quarto de hotel dele, ia demorar. E sitio para guardar 200 saca-rolhas? Sim senhor. Bonito serviço.

 

Podiam chamar ao jovem Renate Ifopen, para parecer que não é de cá. Depois temos o Mourinho, que é o nosso orgulho no estrangeiro.

 

Adeuuuusss

extremamente bem escrito por Fábio às 01:28